quarta-feira, 2 de abril de 2008

Falar, ouvir, trocar

Quando requisitada para uma entrevista, logo vi o que minha colega Maíra carregava na mão. Uma câmera digital. Para me fotografar é que não ia ser, certo? O objetivo era um vídeo, e um vídeo em que eu deveria responder a uma pergunta.

Falar em frente a uma câmera. Se fosse há um tempo atrás, eu ficaria vermelha e nervosa, com uma forte palpitação. As palavras não fariam o caminho do cérebro até a boca, de forma que uma Daniela gaga entraria em ação.

Ainda bem que hoje posso dizer que isso mudou. Foi a cadeira de Teatro no primeiro semestre? As locuções de notícias e programas de rádio? Foram as apresentações de programa de entrevista, telejornal e boletins? Tudo, tudo isso e mais um pouco, que nem eu mesma cheguei a notar, deve ter ajudado muito.

Quando comecei a cursar Jornalismo, um dos receios foi se minha postura quieta e a timidez atrapalhariam no desenvolvimento da profissão, que, afinal, preza por comunicação. Por sorte, logo no segundo semestre, o professor Cilon tratou de comentar sobre sua época de formação acadêmica e o quão pouco comunicativo ele era. E quer saber? Ele descobriu que o curso podia se tornar, inclusive, uma solução.

No entanto, foi somente no ano passado, quando cursava o sexto semestre, que pude perceber um detalhe importante. Mais escutar do que falar - meu caso - jamais poderá ser um problema para a profissão jornalista. Afinal, comunicação exige emissor-mensagem-receptor (para constar o mínimo necessário), portanto alguém que fale, alguma coisa para falar e alguém que a ouça - o que certamente não exclui questionamentos por parte de quem escuta. Comunicar-se é realizar uma troca. O que aqui se deseja ressaltar é que uma repórter precisa, primeiramente, dar ouvidos à fonte, para assim soltar sua voz, seja através de texto, rádio ou televisão.

E para não deixar ninguém curioso a respeito do vídeo que eu e outros amigos foram convocados a gravar, confira no blog A Minha Notícia. Muito interessante a iniciativa da também futura jornalista, Maíra. Ela pede que os colegas de faculdade relembrem a notícia que mais lhes chamou atenção nos últimos dias.

P.S.: contador colocado no dia 31-03-2008. Aguardo sua visita e comentários! Beijo.

1 Comment:

marquinhos said...

Ah niega! Atualizando o blog! Ufaaa! Não agüentava mais ver as 12 palavras! hehehe :) Belo texto. Não digo que passei pela mesma situação porque eu sempre fui falar muito sem ter vergonha de câmera e de outras coisas. Mas, ontem, a Maíra me pegou de surpresa e até gaguejei um pouco. Seria o ar-condicionado da sala de rádio? hahaha Eu acho mesmo que foi o cansaço da maratona de trabalhos e artigos do Expocom! :-(

Beijão!


p.s.: de contador e tudo, agora tenho que te ensinar a colocar o blog monitorado para teres estatísticas!